2837, 2837, oncoclinica_recife, oncoclinica_recife-1.svg, 4727, https://www.grupooncoclinicas.com/oncoclinica-recife/wp-content/uploads/sites/16/2017/11/oncoclinica_recife-1.svg, https://www.grupooncoclinicas.com/oncoclinica-recife/oncoclinica_recife-2/, , 1, , , oncoclinica_recife-2, inherit, 0, 2017-11-28 19:15:33, 2017-11-28 19:15:33, 0, image/svg+xml, image, svg+xml, https://www.grupooncoclinicas.com/oncoclinica-recife/wp-includes/images/media/default.png, 0, 0, Array
Você está em:

Infusores e Cateteres

Aqui você encontra orientações que podem ajudar muito nas questões relacionadas ao manuseio e manutenção de infusões e cateteres, informações sobre condições de saúde e outros tipos de cuidados a serem tomados.

Infusor eletrônico

O infusor ou bomba de infusão portátil é um equipamento eletrônico utilizado para a aplicação de quimioterapia por tempo prolongado. Ele é especialmente recomendado para a administração medicamentosa em domicílio, oferecendo comodidade, liberdade e desempenho seguro das suas atividades diárias. O seu funcionamento é realizado com o uso de pilhas ou baterias, sendo especificamente programado (velocidade e tempo) para garantir a infusão dos medicamentos prescritos por seu médico.

Alguns cuidados devem ser tomados durante o seu período de uso:

  • Realize os cuidados de higiene corporal evitando o contato do equipamento eletrônico com a água;
  • Observe a área do cateter e na presença de dor, inchaço ou vermelhidão comunique ao serviço de enfermagem para avaliação da infusão correta do medicamento;
  • Observe a administração do medicamento, identificando no visor do aparelho a quantidade restante a ser aplicada. De acordo com a velocidade de infusão programada, deverá ser notado a cada hora o respectivo decréscimo da quantidade de droga restante;
  • Conserve a “bomba de infusão” em sua bolsa protetora para transporte;
  • Qualquer intercorrência, faça contato telefônico com a equipe de enfermagem ou através do BIP para avaliação de problemas relacionados com o uso do equipamento;
  • No dia do agendamento da quimioterapia, lembre-se de programar a data de retirada da “bomba de infusão”.

Infusor descartável

O infusor ou bomba de infusão portátil é um dispositivo descartável utilizado para a aplicação de quimioterapia por tempo prolongado. Ele é especialmente recomendado para a administração medicamentosa em domicílio, oferecendo comodidade, liberdade e desempenho seguro das atividades diárias.

Porém, alguns cuidados devem ser tomados durante o seu período de uso:

  • Mantenha o restritor de fluxo sempre em contato com a pele, fixando-o o com o auxílio de fita adesiva para garantir a aplicação da droga no tempo correto;
  • Durante o banho, retire o dispositivo da sua bolsa protetora e coloque-o em saco plástico, mantendo-o pendurado e fechado no registro do chuveiro. Evite o contato do equipamento com a água;
  • Observe a área do cateter e, na presença de dor, inchaço ou vermelhidão, comunique ao serviço de enfermagem para avaliação da infusão correta do medicamento;
  • Mantenha o infusor, na maior parte do tempo, na altura do cateter, principalmente ao se deitar;
  • Observe a progressão da administração do medicamento através das marcas de graduação encontradas no reservatório transparente. A velocidade de infusão é muita lenta, portanto realize este controle a cada 4 a 6 horas;
  • Conserve o reservatório em sua bolsa protetora para transporte;
  • Qualquer intercorrência, faça contato telefônico com a equipe de enfermagem ou através do BIP, para avaliação de problemas relacionados com o uso do equipamento;
  • No dia do agendamento da quimioterapia, lembre-se de programar a data de retirada da bomba de infusão;
  • Informe-se com a enfermeira sobre a data e o horário de término da aplicação para a remoção do infusor e cuidados com o cateter.

Cateter Central de Longa Permanência (Port-a-cath)

Os cateteres foram desenvolvidos para facilitar a administração de medicamentos, oferecendo segurança e conforto nas aplicações de quimioterapia. Permitem também a infusão de outros medicamentos, transfusões ou contrastes radiológicos.

São implantados por meio de um procedimento cirúrgico com anestesia local ou geral. No pós-operatório, siga as orientações do médico que realizou a colocação do dispositivo. Caso não haja recomendações, os seguintes cuidados devem ser tomados:

  • No dia seguinte à implantação, retire o curativo, lave a incisão cirúrgica com água e sabão durante o banho e mantenha-a descoberta. Se houver pontos, você poderá protegê-los com curativo tipo “Band-Aid®” para evitar o contato com a roupa;
  • Observe diariamente as condições da pele. Nos primeiros dias de pós-operatório pode ser observada a presença de discreto inchaço e hematoma, decorrentes do ato cirúrgico. Estas alterações devem desaparecer cerca de 7 a 10 dias após a colocação. Se estes sintomas aumentarem ou caso seja notada a presença de secreção, vermelhidão acentuada no local e/ou febre, notifique o mais breve possível o cirurgião;
  • Os pontos devem ser retirados de 7 a 10 dias após a implantação. Certifique-se da data com o cirurgião que realizará este procedimento;
  • Após o processo cicatricial, não existem restrições para a manutenção do seu estilo de vida. A prática esportiva, natação e outras atividades podem ser realizadas com tranquilidade, sem que qualquer cuidado seja requerido.

IMPORTANTE: Se o seu cateter não for utilizado no intervalo de 30 dias, agende uma nova “heparinização”, para que a solução de heparina possa ser trocada, garantindo a sua permeabilidade para futura administração medicamentosa. Este procedimento deve ser repetido mensalmente até que o seu médico indique a retirada do dispositivo.

GRUPO ONCOCLíNICAS. SUA ViDA, NOSSA VIDA.

Responsável técnico: Dr. Eduardo Inojosa da Costa Lima | CRM-PE: 19875