Grupo Oncoclínicas

Você está em:

Estudo do LACOG aponta que o andamento de pesquisas clínicas é afetado pela pandemia

Estudo do LACOG aponta que o andamento de pesquisas clínicas é afetado pela pandemia

O LACOG 0420 foi um estudo transversal com o envio de 22 perguntas sobre o impacto da pandemia da covid-19 em ensaios clínicos oncológicos a 350 representantes de programas de pesquisa em instituições latino-americanas selecionadas, membros do LACOG. Participaram do estudo 90 centros de pesquisa, sendo 70 do Brasil. A maioria tinha casos de covid-19 confirmados na instituição (n = 57; 63,3%). Uma das constatações importantes foi que parte das pesquisas chegou a ser interrompida, sendo que em 48,8% foi por decisão do patrocinador. “O atraso no recrutamento como consequência da interrupção é sem dúvida um efeito negativo. É difícil valorar adequadamente o impacto específico deste atraso”, comenta Carlos Barrios, oncologista do Grupo Oncoclínicas-Porto Alegre e diretor do LACOG.

Para o cirurgião Jorge Alexandre Canedo, pesquisador e gerente executivo da pesquisa do Grupo Oncoclínicas, embora as agências reguladoras e os patrocinadores tenham fornecido orientações e comunicações abrangentes, os centros de pesquisa tiveram que considerar recomendações específicas para seguir no trabalho.

A pesquisa do LACOG também revelou que em 27,7% das instituições houve mudança nos processos de triagem, com a priorização dos pacientes com maior potencial de benefício das terapias. De acordo com Igor Lemos Duarte, oncologista do Centro Paraibano de Oncologia-João Pessoa, do Grupo Oncoclínicas, um dos efeitos é um “viés de seleção que não traduz de forma fiel a distribuição populacional”.

 

Acesse o nosso site e leia o artigo completo com todos os detalhes desse estudo.

GRUPO ONCOCLíNICAS. SUA ViDA, NOSSA VIDA.

Responsável técnico: Dr. Bruno Lemos Ferrari | CRM-MG 26609