Você está em:

O exercício físico e a prevenção do câncer

A prática de exercícios físicos para a redução do risco de desenvolvimento de câncer é uma recomendação consagrada na medicina e apoiada por estudos clínicos e acadêmicos em todo o mundo. O Colégio Americano de Medicina do Esporte, com o apoio de 17 organizações médicas – incluindo a Sociedade Americana de Câncer e o Instituto Nacional do Câncer –, revisou as evidências científicas mais recentes e concluiu que a atividade física para adultos é uma importante aliada na prevenção dos seguintes tipos de câncer:

  • Cólon;
  • Mama;
  • Endométrio;
  • Rins;
  • Bexiga;
  • Esôfago; e 
  • Estômago.

 

Como o exercício físico atua na prevenção do câncer

O exercício físico reduz o estresse oxidativo no organismo e, consequentemente, diminui o risco de produção de radicais livres. 

Os radicais livres são agentes que prejudicam o metabolismo intracelular e causam danos no DNA, no RNA, nos lipídios e nas proteínas das células. Eles também prejudicam o funcionamento do sistema de reparo do DNA – aquele que é acionado para tentar combater células danificadas que possam levar à formação de tumores –, o que contribui para a proliferação das células com mutações causadoras do câncer.

Além disso, o gasto energético maior contribui para a diminuição do peso corpóreo e do colesterol, para o controle do diabetes e o fortalecimento do sistema imunológico – todos fatores que, quando descontrolados, aumentam o risco de desenvolvimento de câncer.

 

Dicas para a prática de exercício físico na prevenção do câncer

O INCA (Instituto Nacional de Câncer) recomenda as seguintes medidas para a adoção de exercícios físicos como prevenção do câncer:

  • Começar por atividades que deem prazer, como caminhar, andar de bicicleta, dançar e nadar;
  • Incorporar as atividades físicas à rotina diária;
  • Fazer trajetos cotidianos e viáveis com caminhadas ou de bicicleta (em vez de usar o carro ou o transporte público);
  • Usar escadas em vez de elevadores;
  • Fazer os exercícios físicos na companhia de amigos e/ou familiares;
  • Fazer os exercícios por tanto tempo quanto for possível – existem recomendações que sugerem pelo menos 30 minutos por dia, mas mesmo por menos tempo há benefícios; e
  • Limitar hábitos sedentários, como assistir à televisão, ficar muito tempo no celular, tablet e computador ou jogar videogame.

GRUPO ONCOCLíNICAS. SUA ViDA, NOSSA VIDA.

Responsável técnico: Dr. Bruno Lemos Ferrari | CRM-MG 26609