Você está em:

Simpósio aborda nova classificação molecular para câncer de endométrio

O 7º Simpósio Internacional Oncoclínicas, realizado no Rio de Janeiro, apresentou novidades para o tratamento de câncer de endométrio. No Brasil, de acordo com dados do INCA (Instituto Nacional de Câncer), estimam-se cerca de seis mil casos da doença por ano, atingindo normalmente mulheres com mais de 55 anos.

 

No encontro, que reuniu oncologistas de todo o país, foi apresentada uma nova classificação genética de câncer de endométrio, incluindo quatro subtipos moleculares do tumor. “E, para cada um deles, existem recomendações específicas de tratamento. Trata-se de uma abordagem muito mais individualizada”, explica a Dra. Aline Chaves Andrade, médica da Oncoclínicas em Belo Horizonte.

 

De acordo com ela, essa novidade permite ao paciente ter acesso a tratamentos mais assertivos e com menos toxicidade. “Finalmente o câncer de endométrio está sendo beneficiado pela oncologia de precisão. Temos um futuro extremamente promissor no combate a esse tipo de tumor”, afirma a médica.

 

GRUPO ONCOCLíNICAS. SUA ViDA, NOSSA VIDA.

Responsável técnico: Dr. Bruno Lemos Ferrari | CRM-MG: 26609