Você está em:

Medicamentos desaceleram o crescimento de células e melhoram perspectivas de tratamento para pacientes com câncer de mama

Indicada para mulheres diagnosticadas com o tipo hormônio positivo, a nova droga amplia resposta positiva à terapêutica

O OncoMeeting 2018 tem revelado significativos avanços e tendências no cuidado de pacientes com câncer de mama. Entre as novidades apresentadas estão os medicamentos chamados de Inibidores de Ciclinas, indicados para pacientes diagnosticadas com tumores classificados como hormônio positivo.

Estimam-se que 80% das mulheres que são diagnosticadas com câncer de mama apresentam uma doença com positividade para receptores hormonais. “Isto significa que a célula cancerígena é capaz de perceber os hormônios circulantes e crescer estimulada por eles”, esclarece Dr. Felipe Ades, médico oncologista do Grupo Oncoclínicas em São Paulo.

Segundo o médico, a grande vantagem do remédio é que a substância desacelera o crescimento das células cancerígenas, permitindo que – a partir de uma combinação de medicamentos – o tempo de controle da doença seja duplicado. “São novidades com essa que indicam que as perspectivas futuras para o tratamento de câncer de mama são bastante promissoras”, explica o Dr. Felipe.

Veja o vídeo abaixo e entenda mais sobre essa nova abordagem terapêutica para pacientes com câncer de mama.

GRUPO ONCOCLíNICAS. SUA ViDA, NOSSA VIDA.

Responsável técnico: Dr. Bruno Lemos Ferrari | CRM-MG: 26609