Você está em:

Exames preventivos e exercícios físicos devem ser prioridade para reduzir incidência de tumores

O 6º Simpósio Internacional do Grupo Oncoclínicas reúne neste sábado (27/10) em São Paulo os principais oncologistas do Brasil para debater as mais avançadas técnicas terapêuticas para o tratamento do tumor. Também presente na pauta do evento está a análise de como maus hábitos de vida podem impactar no surgimento e até o agravamento da doença.

Um dos pontos destacados pela Dra. Luciana Landeiro, oncologista do Grupo Oncoclínicas na Bahia, é o conhecimento sobre os exames de rotina que devem ser realizados pelas mulheres para detecção de diferentes tipos de câncer, não apenas o de mama. “É preciso alertar a população feminina sobre a relevância de consultas periódicas e testes como o Papanicolau, que pode detectar precocemente doenças como HPV e também o câncer de colo de útero”, explica a especialista.

Outro fator importante está relacionado aos hábitos alimentares e práticas de exercícios físicos. Para a Dra. Luciana, o sedentarismo é um dos principais fatores evitáveis que elevam os riscos de uma pessoa desenvolver tumores.

Essa percepção é compartilhada pela Dra. Renata Cangussu, também do Grupo Oncoclínicas na Bahia, diversas pesquisas apontam para os malefícios do sedentarismo. “O mais recente estudo sobre o tema, feito por instituições brasileiras e americanas – em parceria com o Ministério da Saúde, mostrou que mais de duas mil mortes por câncer de mama poderiam ter sido evitadas caso as mulheres praticassem exercícios regularmente. Isso equivale a 12% de todos os falecimentos”, reforça a oncologista.

No vídeo a seguir as médicas comentam mais sobre o assunto.

 

GRUPO ONCOCLíNICAS. SUA ViDA, NOSSA VIDA.

Responsável técnico: Dr. Bruno Lemos Ferrari | CRM-MG: 26609