Você está em:

Câncer de Rim: Uso de Testosterona melhora bem-estar de pacientes em tratamento

Dentre tantas patologias já conhecidas quando o tema é câncer, os tumores renais vêm atraindo nos últimos anos cada vez mais a atenção de pesquisadores em todo o mundo, que buscam desenvolver novas estratégias para o tratamento da condição. A doença atinge cerca de 150 mil pessoas no mundo, em sua maioria homens na faixa etária de 50 aos 70 anos.

 

No segundo dia do Encontro Anual da ASCO, em Chicago (EUA), foram apresentadas algumas novidades relacionadas a práticas voltadas aos cuidados com pacientes que apresentam esse tipo de câncer. “Um dos painéis, por exemplo, avaliou que o uso de testosterona melhora um sintoma muito comum em pessoas em tratamento de câncer de rim: a fadiga”, comenta o Dr. Paulo Sérgio Lages, do Grupo Oncoclínicas no Distrito Federal.

 

De acordo com o oncologista, para indivíduos que apresentem quadro de cansaço, a reposição do hormônio pode ser uma iniciativa positiva para melhorar a qualidade de vida dos pacientes em tratamento.

 

O câncer de rim tem causas variadas como tabagismo, obesidade, hipertensão arterial, insuficiência renal terminal e histórico familiar, bem como algumas síndromes clínicas raras, presença de doença renal cística adquirida, uso prolongado de analgésicos não esteróides, e exposição ocupacional a alguns agentes como cádmio e derivados de petróleo, entre outros.

GRUPO ONCOCLíNICAS. SUA ViDA, NOSSA VIDA.

Responsável técnico: Dr. Bruno Lemos Ferrari | CRM-MG: 26609