Você está em:

Câncer de mama: 40% das pacientes em tratamento hormonal abandonam medicação antes do tempo recomendado

Segundo estimativas, o índice de mulheres que abandonam a terapia de bloqueio hormonal para redução dos riscos de recidiva do câncer de mama é de cerca de 40%, um dado preocupante que vem sendo cada vez mais debatido entre a comunidade médica.

 

Na busca por alternativas para melhorar os índices de aderência ao tratamento, um estudo apresentado durante o Encontro da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO) buscou lançar luz sobre alternativas para assegurar que estas pacientes permanecessem cientes da necessidade de tomar o medicamento oral prescrito diariamente como ferramenta essencial para evitar o retorno da doença.

 

De acordo com o Dr. Cristiano Rezende, do Grupo Oncoclínicas em Brasília, uma pesquisa debatida neste domingo (2/6) avaliou se o envio de mensagens de texto duas vezes por semana para as pacientes poderia melhorar esse cenário. “Infelizmente, o quadro se manteve o mesmo. A aderência ao tratamento é um desafio que não é fácil de vencer mesmo na oncologia, por isso é muito importante motivar que essas pacientes a não abandonarem a medicação”, explica.

 

No vídeo abaixo o Dr. Cristiano detalha o papel de médicos e pacientes na missão de reverter esse quadro.

 

 

Para saber mais novidades do ASCO 2019, acompanhe a cobertura completa pelo nosso site e nas redes sociais do Grupo Oncoclínicas. De maneira simples e descomplicada, os nosso médicos levam até você tudo que de principal está sendo debatido no maior encontro de oncologia do mundo.

GRUPO ONCOCLíNICAS. SUA ViDA, NOSSA VIDA.

Responsável técnico: Dr. Bruno Lemos Ferrari | CRM-MG: 26609