DESCUBRA O QUE AS CORES PODEM FAZER POR VOCÊ

Eles são coloridos, saborosos e bonitos. Ativam os sentidos e as descobertas. Pesquisas demonstram que os alimentos naturais (não processados) têm propriedades preventivas e curativas. Ou seja, alguns deles, se ingeridos na quantidade e maneira corretas, podem se transformar em remédios.

Que tal experimentar?

Alimentos brancos e amarelos

Esses alimentos são ricos em cálcio, potássio, vitamina C e outras substâncias.

O cálcio e o potássio contribuem para a formação e manutenção dos ossos, para a regulação dos batimentos cardíacos e para o funcionamento do sistema nervoso e dos músculos. Possuem efeito anti-inflamatório e antialérgico, propriedades antibióticas e ainda ajudam a prevenir doenças cardiovasculares e a reduzir o LDL colesterol.

As frutas mais ácidas e cítricas são fontes importantes de vitamina C, responsável por diversos benefícios, entre eles o aumento da imunidade a doenças. Os alimentos amarelos também possuem ácido málico e bromelina, que melhoram a digestão e combatem a prisão de ventre.

Não podemos deixar de lado certos tipos de gorduras insaturadas, como os ácidos graxos – o ômega 3 e o ômega 6 –, essenciais na regulação do colesterol, para manter uma pele saudável, para o crescimento das crianças e para o transporte e a absorção das vitaminas lipossolúveis A, D, E e K e dos carotenoides.

Alimentos laranja

Esses alimentos possuem carotenoides, substâncias que incluem betacaroteno, responsável pela fabricação de vitamina A no nosso corpo.

Eles são antioxidantes e favorecem o metabolismo das gorduras; ajudam no funcionamento dos glóbulos brancos, fundamentais para um sistema imunológico saudável; promovem o crescimento ósseo; colaboram na regulação do crescimento, na divisão celular e no funcionamento do sistema nervoso.

A vitamina A e dois outros tipos de carotenoides – a luteína e a zeaxantina – também são importantes para o bom funcionamento da visão, para o viço e o bronzeamento da pele, e para a força dos cabelos e das unhas.

Alimentos vermelhos

Os alimentos vermelhos são repletos de antioxidantes, como o licopeno.

Os alimentos vermelhos são repletos de antioxidantes, como o licopeno. Essa substância ajuda na produção de neurônios, turbinando a memória. Além disso, contribui na eliminação do estresse oxidativo. Seu consumo diário reduz os riscos de desenvolver doenças como câncer de próstata e de pulmão, diabetes, Alzheimer e Parkinson.

Os vermelhos possuem vitaminas A, C e as do complexo B, além de sais minerais, como ácido fólico, potássio e cálcio.

Importante ressaltar que o ideal é consumir esses alimentos cozidos, pois esse processo quebra as paredes celulares, facilitando a absorção do licopeno.

Alimentos roxos

Essas alimentos também são fontes de vitamina B1, nutriente importante para o metabolismo da glucose. E contêm os famosos flavonoides.

Essas delícias são ricas em ácido elágico e quercetina, que diminuem os riscos de ataques cardíacos, retardam o envelhecimento e neutralizam as substâncias cancerígenas antes mesmo de elas atingirem os nossos códigos genéticos.

Os flavonoides contribuem para a manutenção da função cerebral adequada, melhoram o fluxo sanguíneo, retardam o envelhecimento das células e ainda possuem propriedades analgésicas, anti-inflamatórias, anticancerígenas, anti-hepatotóxica e atividades antimicrobiana e antiviral.

Alimentos verdes

Esses e muitos outros alimentos verdes contêm substâncias muito importantes para a saúde, como ferro, fósforo, clorofila, vitamina A e outras.

O ferro é essencial para a boa estruturação sanguínea. Ele fortalece o sangue e combate a anemia e a desnutrição, eliminando o cansaço. O fósforo, por sua vez, ajuda no fortalecimento dos ossos e dos dentes. 

A vitamina A e a clorofila têm ação antibacteriana e cicatrizante, desintoxicam as células, combatem o crescimento de tumores e ajudam a proteger o coração, o cabelo e a pele.

Esses vegetais também possuem luteína e zeaxantina, dois antioxidantes poderosos que ajudam a retardar o processo de envelhecimento, combatendo os radicais livres, e a reduzir o risco de degeneração macular, doença responsável por causar cegueira.

Alimentos marrons

Esses alimentos maravilhosos também são ricos em selênio, que melhora a disposição mental, e ainda contêm vitamina E e vitaminas do complexo B – nutrientes vitais para a nossa saúde.

São excelentes fontes de carboidrato complexo, substâncias que levam mais tempo para serem transformadas em açúcar pelo nosso organismo, promovendo maior saciedade.

Eles melhoram o funcionamento do intestino, combatem a depressão e a ansiedade e previnem doenças crônicas, como Alzheimer, doenças cardiovasculares e diversos tipos de câncer.

GRUPO ONCOCLíNICAS. SUA ViDA, NOSSA VIDA.

Responsável técnico: Dr. Bruno Pacheco Pereira | CRM-PE: 15205