2836, 2836, oncoclinica_porto_alegre, oncoclinica_porto_alegre-1.svg, 5323, http://www.grupooncoclinicas.com/oncoclinica-porto-alegre/wp-content/uploads/sites/9/2017/11/oncoclinica_porto_alegre-1.svg, http://www.grupooncoclinicas.com/oncoclinica-porto-alegre/oncoclinica_porto_alegre-2/, , 1, , , oncoclinica_porto_alegre-2, inherit, 0, 2017-11-28 18:52:54, 2017-11-28 18:52:54, 0, image/svg+xml, image, svg+xml, http://www.grupooncoclinicas.com/oncoclinica-porto-alegre/wp-includes/images/media/default.png, 0, 0, Array
Você está em:

Importância da lateralidade dos tumores de cólon foi apresentada no Ciclo de Discussões de dezembro.

O tumor de cólon foi destaque na edição de dezembro do Ciclo de Discussões Científicas 2016 da Oncoclínica Porto Alegre. De acordo com um dos palestrantes da clínica, o oncologista Alexei Peter, a divulgação de estudos com novas informações a respeito da natureza e do tratamento de alguns tipos de câncer dessa região motivaram a escolha do tema. Entre as novidades, o fato de a lateralidade do tumor de cólon influenciar na escolha do tratamento. “Foi provado que tumores no cólon à esquerda têm melhor resposta aos tratamentos e uma chance maior de cura, do que aqueles à direita, o que traz uma nova luz na abordagem de ambos”, diz.

No Rio Grande do Sul e no Brasil, o câncer de cólon está entre os cinco com maior incidência. A propensão é o surgimento no lado
esquerdo em pacientes que tenham hábito de ingestão de gordura e de alguns tipos de carne; em mulheres e naqueles com maior consumo de carboidratos, os tumores tendem a aparecer no lado direito, e são mais agressivos. “Ficou demonstrado que, além de fatores genéticos, comuns ao aparecimento nos dois lados do cólon, questões ambientais e de estilo de vida ajudam a definir em qual deles o risco de câncer é maior”.

O grande ganho a partir do estabelecimento da importância da lateralidade do tumor de cólon é a possibilidade de realizar o tratamento de forma específica, aumentando suas chances de sucesso.

Colonoscopia garante diagnóstico precoce

Em suas fases iniciais, o tumor de cólon é assintomático, e o diagnóstico é feito pela colonoscopia, um exame com acesso ainda muito limitado no país, segundo o dr. Alexei, o que retarda o descobrimento da doença. “O ideal seria que todas as pessoas fizessem colonoscopias regularmente a partir dos 50 anos de idade, e se houver familiares com neoplasia no cólon, a necessidade de exames periódicos, antes da idade recomendada para as demais pessoas, se torna indispensável”. Nos estágios mais avançados, os sintomas do câncer de cólon costuma ser sangramento retal ou obstrução intestinal, com o aparecimento de massas abdominais, dor e emagrecimento.

GRUPO ONCOCLíNICAS. SUA ViDA, NOSSA VIDA.

Responsável técnico: Dr. Christian Sandor Svend Chicata Sutmoller | CRM-RS: 23018