4584, 4584, logo-nob_colorido, logo-nob_colorido.svg, 52542, http://www.grupooncoclinicas.com/nob/wp-content/uploads/sites/11/2018/03/logo-nob_colorido.svg, http://www.grupooncoclinicas.com/nob/logo-nob_colorido/, , 1, , , logo-nob_colorido, inherit, 0, 2018-03-01 18:49:54, 2018-03-01 18:49:54, 0, image/svg+xml, image, svg+xml, http://www.grupooncoclinicas.com/nob/wp-includes/images/media/default.png, 0, 0, Array

A bexiga é um órgão que faz parte do trato urinário e tem a função de armazenar a urina. Há três tipos de câncer de bexiga, que começam nas células que revestem o órgão:

  • Carcinoma de células de transição: de maior incidência, começa nas células do tecido mais interno da bexiga.
  • Carcinoma de células escamosas: afeta as células delgadas e planas que podem surgir na bexiga depois de infecção ou irritação prolongadas.
  • Adenocarcinoma: se inicia nas células glandulares (de secreção) que podem se formar na bexiga depois de um longo tempo de irritação ou inflamação.

O câncer que se limita ao tecido de revestimento da bexiga é chamado de superficial. Quando a doença começa na parte interna da bexiga, nas células denominadas de transição, pode se disseminar pelas camadas de revestimento e invadir a parede muscular, chegando a outros órgãos próximos ou gânglios linfáticos, transformando-se em um câncer de bexiga invasivo.

Sintomas

Em seu estágio inicial, o câncer de bexiga pode ser assintomático. Alguns sintomas da doença são comuns a outras enfermidades do trato urinário, como:

  • Hematúria, presença de sangue na urina
  • Dor ao urinar
  • Vontade frequente de urinar

Fatores de risco

  • Ser homem
  • Ser branco
  • Ter mais de 50 anos
  • Tabagismo
Os idosos têm um risco aumentado de desenvolver o câncer da bexiga.

Detecção

Para diagnosticar o câncer de bexiga, são necessários exames de urina, tomografia computadorizada e citoscopia (tipo de exame com uma câmera inserida na parte interna da bexiga).

Tratamento

A extensão do câncer de bexiga é que determina o tipo de tratamento. Quando a cirurgia é indicada, há opção de fazer remoção parcial (retirada do tumor ou parte do órgão) ou total da bexiga. Neste último caso, é reconstruído um novo órgão para armazenar a urina.

Depois do procedimento cirúrgico, a quimioterapia pode ser administrada como forma de eliminar células cancerígenas que ainda possam existir na região ou na corrente sanguínea. Ela pode ser sistêmica (medicamentos orais ou injetáveis) ou intravesical, aplicada diretamente na bexiga por meio de um tubo introduzido pela uretra.

A radioterapia, associada ou não à quimioterapia, é também uma alternativa de tratamento para casos específicos da doença.

Prevenção e hábitos saudáveis

  • Não fumar
  • Beber muita água
  • Ter uma dieta balanceada, rica em fibras e frutas
  • Moderar a ingestão de bebidas alcoólicas
  • Praticar atividades físicas regulares

Prognóstico

As chances de cura do câncer de bexiga dependem do estágio em que a doença se encontra, da idade e condições de saúde do paciente.

O tabagismo é uma das principais causas do câncer de bexiga. Ao fumar, substâncias tóxicas são eliminadas junto à urina e agridem as paredes internas do órgão.

CADASTRE-SE E RECEBA NOVIDADES no seu e-mail.

GRUPO ONCOCLíNICAS. SUA ViDA, NOSSA VIDA.