2831, 2831, cecon, cecon.svg, 6652, http://www.grupooncoclinicas.com/cecon/wp-content/uploads/sites/10/2017/11/cecon.svg, http://www.grupooncoclinicas.com/cecon/cecon/, , 1, , , cecon, inherit, 0, 2017-11-28 16:57:31, 2017-11-28 16:57:31, 0, image/svg+xml, image, svg+xml, http://www.grupooncoclinicas.com/cecon/wp-includes/images/media/default.png, 0, 0, Array

Colo do Útero

O colo do útero, conhecido também como cérvix, é a parte inferior do útero que se comunica com o canal vaginal. O câncer neste órgão é também conhecido como câncer cervical.

A causa direta da doença é a infecção pelo HPV – papilomavírus humano, transmitida através do ato sexual. Quase todos os casos da doença são devido a um dos 15 tipos de HPV com potencial de câncer, como o HPV-16 e o HPV-18, os mais comuns.

Ao contrário do que muita gente pensa, a inflamação no colo do útero não significa necessariamente que a mulher está com câncer. Apesar disso, pode ser um sinal de infecção por HPV. Por isso é importante investigar o problema e tratá-lo com urgência.

Sintomas

Em seu estágio inicial, o câncer de colo do útero pode ser assintomático. Alguns sintomas que já podem sinalizar a evolução da doença são:  

  • Sangramentos fora do período menstrual
  • Sangramentos ou dor durante e/ou após o ato sexual
  • Secreção vaginal anormal
  • Dor abdominal associada a queixas urinárias ou intestinais em casos mais avançados

Fatores de risco

  • Ser mulher com mais de 25 anos
  • Infecção pelo HPV – papilomavírus humano
  • Tabagismo
  • Dieta pobre em vitaminas
  • Doenças que levam à imunodeficiência, como a infecção por HIV

Detecção

Para diagnosticar a doença precocemente, é importante fazer regularmente a colposcopia, análise detalhada da vulva, vagina e colo do útero; e o Papanicolau, exame preventivo do câncer cervical. É por meio deles que se detectam as lesões pré-malignas e alterações celulares pela infecção do HPV – papilomavírus humano.

Depois dessas avaliações, diante da suspeita do câncer, o médico realiza uma biópsia para um diagnóstico definitivo. Ele identifica o tamanho, localização e extensão do tumor. Exames de imagem também podem ser úteis nessa fase para determinar a invasão ou não do câncer para outros órgãos e tecidos, a metástase. Neste caso, podem ser incluídos a tomografia computadorizada ou ressonância magnética de pelve, cistoscopia, proctoscopia e urografia intravenosa.

Tratamento

A extensão, o tamanho do câncer cervical, além de fatores pessoais, como idade e desejo de ter filhos, é o que determina o tipo de tratamento. Entre as opções mais comuns estão a cirurgia, a radioterapia e a quimioterapia.

Lesões pré-cancerosas podem ser submetidas apenas a uma cauterização pelo ginecologista. Já  as lesões malignas, detectadas precocemente, podem ser tratadas com a conização, remoção de uma parte do útero em forma de cone. Este procedimento preserva a capacidade gestacional da mulher.

A cirurgia só é indicada quando o carcinoma está no colo do útero. Pode ser do tipo mais conservadora ou retirar completamente o órgão, a histerectomia.

A radioterapia externa, combinada com a interna — braquiterapia —, pode ser utilizada como opção à cirurgia em alguns casos. Ela tem se mostrado uma alternativa eficaz para destruir as células do câncer e diminui o tumor. A modalidade funciona ainda como tratamento complementar após o procedimento cirúrgico.

A quimioterapia, normalmente associada à radioterapia, é indicada para pacientes com doenças em estágios mais avançados ou ainda para pacientes que apresentaram recidiva após o tratamento inicial.

Prevenção e hábitos saudáveis

  • Realizar o exame de Papanicolau periodicamente
  • Vacinação de meninas contra HPV – papilomavírus humano
  • Usar camisinha nas relações sexuais
  • Não fumar
  • Ter uma dieta balanceada
  • Moderar a ingestão de bebidas alcoólicas
  • Praticar atividades físicas regulares 

Prognóstico

Quando diagnosticada precocemente, as chances de cura do câncer de colo do útero são de 100%.

Depois do câncer de mama, o tumor de colo uterino é o segundo câncer que mais atinge as mulheres no mundo.

CADASTRE-SE E RECEBA NOVIDADES no seu e-mail.

GRUPO ONCOCLíNICAS. SUA ViDA, NOSSA VIDA.